terça-feira, 7 de fevereiro de 2017

Experiências diárias.

Esses dias uma amiga indagou: Vc agora tem um blog ???
Como nossas conversas nem sempre possuem um raciocínio lógico, a pergunta acabou ficando sem resposta e só quando cheguei em casa me lembrei do assunto...kkk
O blog não surgiu agora, no entanto, ficou parado por um bom tempo...
Retomei esse ano como uma fuga e ao mesmo tempo uma meta.
Gosto de escrever e há quem goste de me ler. A ideia é recorrer ao blog ao invés das redes sociais que acabam gerando intrigas e discussões sem nexo. Recentemente tive um problema sério por conta das minhas ideias postadas no face. Certa ou errada, não quero correr o risco novamente.
O blog exige por si só um filtro, ao mesmo tempo que exercita o sentido jornalístico e redator.
É quase um diário, na verdade um espelho jateado da minha essência.
Não é de todo transparente mas ao mesmo tempo é capaz de retratar parte da minha personalidade e ir de encontro a de tantos outros leitores.
A meta está relacionada ao prazer. Quando me obrigo a publicar, me obrigo de certa forma a me desligar do problemas e ter um tempo pra mim. Mudar o foco é um exercício diário que me desvia para o belo, para o café, para as reflexões, para as festas ou pra qualquer outro evento que não seja o problema do dia. É quase uma meditação pra mim. Foi a substituição do bordado, da pintura e do desenho...ainda que momentânea.
E vc? Já pensou num hobby diário?? É disciplinado o suficiente pra dedicar um tempo e se desligar das inquietações diárias?? Experimente...
É no mínimo saudável pra mente e pro espírito.

Painel de giz desenhado na sala de um apartamento na Barra Foto: Bárbara Lopes / Agência O Globo: